O Junto com Franciscanos tem como missão criar uma cadeia produtiva de alimentação saudável para os mais necessitados enquanto gera trabalho e renda para famílias cozinheiras que foram subtraídas do mercado pela pandemia.

Nosso gesto permite que uma família viva de seu trabalho cozinhando e centenas de marmitas sejam produzidas.

Neste tempo extremamente duro e difícil para os pobres, trabalho e comida são luz e esperança, mostrando que o mundo seria muito melhor se a fraternidade estivesse sempre presente.

Sobre

No dia 7 de Abril de 2020 fizemos a nossa primeira entrega de marmitas em São Paulo: 53 refeições quentes! Um ano depois, graças às nossas redes de relacionamentos, já entregamos mais de 10.000 refeições feitas por 5 famílias cozinheiras!


 O projeto foca, simultaneamente, em dois públicos:


famílias com talentos culinários que perderam sua renda devido ao isolamento social;


pessoas que não tem a possibilidade de comer diariamente - moradores de rua, catadores de papelão, desempregados, ambulantes - atendidos pela Tenda Franciscana, no Largo São Francisco, centro de São Paulo.


Quando uma família cozinha para o Junto com Franciscanos,  ela o faz em sua própria cozinha - compra os alimentos e os prepara conforme receita balanceada em qualidade nutricional e esteticamente cuidada, com verduras, legumes, carne, arroz, feijão montados criteriosamente num mesmo padrão. As marmitas quentes são bonitas, aguçam o apetite daqueles que já estão sem outros prazeres, os que buscam comida grátis porque não têm outra opção.


Não usamos marmitas de isopor, mas sim de alumínio e os garfos são de madeira, pois cuidamos da pegada ambiental.


Todas as famílias estão criando suas MEIs para terem sua segurança fiscal e previdenciária. Começamos pagando às famílias cozinheiras R$12,00 por marmita ( 500g ) e recentemente reajustamos esse valor para R$14,00.


Cabe às famílias se encarregar de tudo: das compras à entrega. Não geramos dependência. Não fazemos compras coletivas, não temos frete unificado. Os meios de produção são da família - o fogão, as panelas, o carro que ela viabiliza para entregar.


Os filhos, maridos e esposas se alternam nos afazeres e a família ganha dignidade e trabalho cooperativo. Uma família que a dignidade do trabalho briga menos, aprende e ensina a cooperação doméstica às novas gerações, come melhor e desenvolve senso de independência, além de pertencer a uma cadeia fraterna.


Uma família consegue ganhar um salário mínimo paulista líquido ao mês quando  produz e alimenta cerca de 200 pessoas nesse período.


Como sabemos que essas refeições não vão para mãos erradas, que se aproveitam da situação para ganhar popularidade ou mesmo para vendê-las? Porque o distribuidor dessas refeições é o SEFRAS - Serviço Franciscano de Solidariedade, praticantes da legítima fraternidade entre os mais pobres. Somos reconhecidos pelo SEFRAS e com eles trabalhamos, na disposição de agregar, ecumenicamente, a todos que querem ser fraternos.

Compartilhe essa ideia e ganhe 10 pontos a cada doador conquistado.